sábado, 16 de abril de 2016

Hyvon Ngetich

Reciclagem! 
Reflexão 1/03/2015
A maratona do ponto de vista de um atleta de baixa competição!
O esforço compensa?
Como é óbvio nos dias a seguir às imagens da atleta queniana Hyvon Ngetich a rastejar até à meta, foram poucas as pessoas que sabem que corro maratonas que não me perguntaram se não tinha visto. Vi!
Numa reflexão anterior em que mencionei o filme "As Cinquenta Sombras de Grey". Filme que apesar de não ter visto foi fácil elaborar um comentário com um certo e determinado rigor científico científico!
Já no que diz respeito às imagens da atleta queniana, tenho uma opinião mais terra à terra, que deixarei lá mais pra frente!
Reza a lenda que a primeira distância que deu azo ao surgimento do nome da Maratona, foi percorrida pelo soldado/atleta Filípides ao serviço do exército grego!
Levou a informação a Atenas, acerca da vitória dos gregos na batalha travada na cidade de Maratona diante dos Persas!
Ao chegar ao destino e conseguir dar a informação morreu de seguida. Diz-se que com essa informação, que lhe custou a própria vida, salvou a vida a muitas mulheres e crianças!
42 kms feitos sem a devida preparação e sem as condições proporcionadas nas provas actuais, pode ser ser considerada uma distância impossível!
Casa-Castro-Verde-Casa 
O que é que nos faz fazer esforços descomunais e querer continuar?
Em todos os planos de preparação para a Maratona incluo um treino de 35 Kms, que consiste em ir a Castro Verde e voltar. Considero o meu Vietnam!
Já pensei em vender a minha casa e ir morar para Castro Verde. Porque se assim fosse o treino era ao contrário. Logo muito mais simples. Muito menos sofrimento.
Dirão pessoas mais atentas. Então, é só ires de carro pra Castro e está solucionado!
O que tenho a dizer sobre isso?
Altimetria 
"Não gosto" de pessoas atentas!
O que nos faz fazer esforços descomunais, é o que se sente na concretização de um objectivo!
O passar na meta duma Maratona com dignidade, é uma sensação extraordinária! É a conjugação de muitos esforços a convergir para um momento inexplicável!
Tenho pouca experiência, ainda só concluí três maratonas, mas já tenho alguma propriedade para formar uma opinião sobre o assunto!
As três maratonas que concluí tem todas uma coisa em comum. Os kms onde desistem mais pessoas, são nos últimos dois Kms!
Ouve-se várias vezes o público, só já faltam dois kms , só já falta um km, só já faltam 500 metros!
Comentários esses que fazem todo o sentido, para quem observa de fora. Parece a ser mentira que uma aventura que começou 40 kms antes se fique por ali!
A verdade é que quando chegamos ao limite das nossas forças, não há mais nada a fazer, o cérebro deixa de tentar convencer o corpo a correr, a andar. É altura de desistir!
Podem ser apenas 50 metros como aconteceu à atleta queniana!
Hyvon Ngetich 
Qual é a minha opinião acerca das imagens de Hyvon Ngetich a rastejar até à meta.
É que elas não deveriam ter hipótese de ter existido!
Disse antes que cortar a meta duma Maratona com dignidade é uma sensação extraordinária!
Penso que se precisarmos de desistir, que seja com dignidade também!
Não fui pesquisar sobre regulamentos das provas. Não são as questões técnicas que me interessam!
A culpa não é da atleta queniana, a culpa é de quem permitiu que aquilo se passasse! Hyvon Ngetich não tinha discernimento para decidir nada, estava numa situação de fragilidade extrema!
Ficou a imagem de coragem e de uma determinação tremenda. Não partilho da mesma opinião!
Podia ter tido um desfecho muito diferente, podia ter acontecido o mesmo que supostamente aconteceu ao soldado/atleta Filípides. Ainda bem que assim não foi!
Treinos de preparação para a Maratona de Madrid.
Estão a correr dentro do previsto!
Casa-Almodôvar-Casa 
Como tenho duas participações em meias-maratonas, Eco Meia-maratona de Vilamoura e Meia-maratona de Lisboa nas próximas três semanas. Vou reduzir um pouco a quilometragem semanal, para chegar mais "levezinho" às provas.
Parecendo que não os kms são coisas que pesam um bom bocado!
Deixarei os dois trintões que faltam, 32kms e 35Kms lá mais pra frente!

Dica do atleta:
Principalmente nos treinos mais difíceis não deixem de ter muita atenção à alimentação e hidratação na véspera. Se for bem feito proporciona um melhor treino e consequente recuperação!

Reflexão técnica/científica:
É simplesmente nós imaginarmos que estávamos a ver através da televisão, aquelas imagens de Hyvon Ngetich!
E quem vinha a rastejar no seu lugar era a nossa filha, a nossa mãe, ou uma pessoa muito próxima!
Queriam ver?
Queriam que aquilo se passasse?
Eu pessoalmente não queria!

Ora vamos lá ao "Plus"!
Uma reflexão com conteúdo mais sério, acho que não há nada de muito relevante a acrescentar!
Na altura tinha concluído três maratonas, agora tenho o dobro!
As seis maratonas não só me fazem manter a mesma opinião, como até está mais reforçada!
Aquilo não devia ter acontecido!
Boas corridas!

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Solidariedade, porque sim!

Reciclagem! 
Reflexão 22/02/2015!

A maratona do ponto de vista de um atleta de baixa competição!
A corrida pode ser solidária?
Desde que começou esta aventura da corrida, a minha maior decepção foi numa corrida solidária, uma corrida que não fiz. Por isso é que foi tremenda decepção!
Quando damos qualquer contributo para uma causa, através de uma inscrição, de um donativo em género/dinheiro. Ficamos sempre com a incerteza se irá ter o destino mais correcto. Mas não é por essas incertezas que deixamos de tentar ajudar! No fundo fazemos a nossa parte, o resto não está dentro do nosso domínio!
Embora eu reconheça que vivemos num país onde temos bastante confiança nas instituições!
Não são todos os países que se podem gabar de ter um ex-primeiro-ministro preso, quem é que não tem orgulho numa coisa assim!
Bastante confiança nas instituições foi o que me ocorreu escrever, mas foi muito contra vontade. Apetecia-me mais ir por outro lado!
Mas como eu costumo dizer, isto são essencialmente reflexões sobre corrida!
Algumas das provas em que participo ou pretendo participar, nem chego a destacar nas reflexões nem mesmo dar conta delas no Facebook!
Corrida solidária 
Mas a prova que falei anteriormente (a da decepção), teve direito a ir para foto de capa. Com pompa e circunstância!
Foi a Corrida Montepio 2014 (tem como finalidade solidária o apoio às Cáritas Portuguesas)!
Como tinha mais afazeres na capital, pensei juntar o útil ao agradável!
Ou seja, terminava o fim de semana em Lisboa em beleza, com a primeira corrida de 10 kms da "carreira"!
Esqueci-me apenas de um pequeno pormenor, pormenor esse determinante para o desfecho final.
Fazer a inscrição a tempo e horas!
Fiquei com uma frustração tal, que ainda hoje não consegui fazer o luto desse dia, mas literalmente mesmo!
A partir desse dia nunca mais deixei de vestir de preto. O que uma "não corrida" pode fazer a um atleta!
Vamos lá a ver como é que posso dizer isto. Nem tudo o que escrevo é para ser levado à letra. Pode haver uma coisa ou outra que pode ter uma deturpaçãozita, um ou outro exagero!
Mas juro, desde esse dia nunca mais deixei de vestir de preto!
Na manhã da dita prova, tomo o pequeno almoço numa pastelaria perto do sítio da partida, que estava lotada de atletas de t-shirt laranja berrante. Como que a "berrarem" para mim, para a próxima inscreve-te a horas OTÁRIO!
Laranjinha de estimação 
Nesse mesmo dia inscrevi-me na primeira prova de 10 kms que encontrei. Quis o destino que a t-shirt da mesma (Corrida dos Descobrimentos), fosse laranja berrante!
Deve ter sido o patrono das corridas a querer dar-me um doce. Como se não bastasse foi uma prova cinco estrelas! Muito, muito boa!
É claro que a corrida pode ser solidária!
Achei por bem nestes primeiros dias do ano ter o meu momento de solidariedade!
Uma das fotos da publicação são algumas das minhas sapatilhas usadas!
As sapatilhas em determinada altura perdem a capacidade de amortecimento em corrida. Amortecimento esse essencial na protecção do esqueleto. Mas do ponto de vista de utilização comum, ficam como "novas"!
Já dei sapatilhas antes e vou voltar a fazer!
Usadas em muito bom estado 
Foram a lavar e estão 4 pares preparados, para fazer mais alguém contente (embora de forma diferente) como me fizeram a mim!
A lei de Lavoisier no seu melhor.
"...nada se perde, tudo se transforma".
Ainda está para acontecer, fazer uma reflexão sobre os treinos de preparação para a Maratona de Madrid e não chegar a falar dos mesmos!
O meu saudoso F 305
Tudo a correr dentro do previsto, fiz hoje mais um trintão!
Ao Domingo um treinozito de 30 km é uma coisa que dispõe bem!
Um fim de semana todo cheio de Nostalgia!
Nostalgia?!?!
Então logo era só Rádio Comercial e mais nada e agora Nostalgia!
Afinal como é que é?
Rádio Comercial forever!
Um fim de semana de nostalgia porque faz hoje um ano que concluí a Maratona de Sevilla!
Que dia! Muito, muito bom!
Comitiva de luxo em Sevilla 2014

Dica do atleta:
A dica hoje é fácil prever.
Quem tiver sapatilhas usadas em bom estado, é seguir o exemplo atrás descrito!

Reflexão técnica/científica:
Primeiros dias do ano?!?!
A corrida continua a tirar neurónios?
Então já vamos no fim de Fevereiro!
Primeiros dias do ano?
Pois, eu dou bastante importância à cultura oriental!
Ele é o sushi do Japão, ele é o açafrão da Índia e no que ao ano diz respeito é claro, o ano Chinês como é óbvio!
Teve início quinta-feira passada o novo ano Chinês!
Terminou o ano do Cavalo e teve início o ano da Cabra!
Está na altura de confortar um Cavalo ou outro que conheçam, afinal sempre deve deixar alguma mágoa!
E claro felicitar as Cabras, de certeza que conhecem várias!
É tempo de festejar!
Boas corridas!

Ora vamos lá ao "Plus"!
Foi maravilhoso, de forma indirecta, ficar a saber da posterior utilização das sapatilhas da foto. Foi daquelas coisas que jamais esquecerei!
Já tenho mais para o mesmo fim, quando o fizer tiro foto e escrevo mais umas linhas sobre isso. Não faz mal nenhum chamar a atenção para a solidariedade!
Já não estamos no ano da Cabra, o protagonismo agora pertence aos Macacos!
Vai uma sugestão, ofereçam uma banana a qualquer macaco que conheçam. Os macacos adoram bananas!
Eu digo já, gosto muito de bananas!
Boas corridas!

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Cinquenta... desculpas!!!

Reciclagem! 
Reflexão 15/02/2015

A maratona do ponto de vista de um atleta de baixa competição!
As cinquenta razões para não se treinar!
Vamos lá então a mais uma reflexão sobre corrida. Se há coisas que eu escrevo nestas reflexões é sobre corrida!
Naturalmente que vou aproveitar o bordão do momento. É só alguém ver o título, "As cinquenta não sei bem o quê", e leva-nos logo para o romance da escritora britânica  E. L. James, "As Cinquenta Sombras de Grey"!
E. L. James 
É claro que depois a pessoa vai atrás. E pode não ter nada a ver com domínio ou com submissão. E ainda menos com histórias de amor ou de sexo!
É só irem ao Google e de certeza que vão encontrar, "As cinquenta razões para ser feliz", "As cinquenta imagens de gatinhos fofinhos", ou ainda "As cinquenta formas de fazer marmelada"!
Bem este último título já pode ter variadas interpretações!
Mas vá, não vamos por aí!
Vamos lá  fazer a pergunta, então mas este atleta já viu o filme?
Não, é a resposta!
Mas como qualquer português que se preze, tenho opinião. Aliás um português que se preze, tem opinião sobre tudo!
Por norma com grandes conclusões do tipo, "É isto é que o governo não vê", "É por isto é que o país não anda", ou ainda "O que eles querem é mama!"
Como disse antes, grandes conclusões, opiniões formadas e assertivas!
Mas vamos lá pensar que o governo viu o filme e que não é por causa do romance de E. L. James que o país não anda!
Já em relação à mama não vou fazer considerações!
Não vi o filme, mas vou dar opinião!
Vou pegar nas sábias palavras de José Mourinho e formular a tal opinião, "Para uma pessoa se formar em estomatologia não precisa de estar com dor de dentes!"
Existem muito mais de cinquenta razões para não se treinar, vou enumerar uma ou outra aleatoriamente!
Alentejo (Verão)
Hoje não vou treinar porque está muito calor, não vou porque está muito frio, não vou porque está muito vento, não vou porque não tenho tempo, não vou porque tenho de ver o futebol, não vou porque tenho de ver o filme,...!
Alentejo (Inverno)
Afinal quem é que é o dominador desta relação?
Nós ou as cinquenta desculpas que se arranjam para não se treinar!
Estamos a ser submissos?
Pois essas respostas ficam ao critério de cada um!
Agora a minha opinião em relação ao filme!
Eu acho que é um filme extraordinário para quem gosta, é  um filme péssimo para quem não gosta e acho que é um filme mais ou menos para as pessoas que o acham assim assim!
Quem acompanha as reflexões já devia esperar uma opinião deste calibre. Não gosto cá de brincadeiras!
A preparação para Madrid. Eu sei que já estava a parecer que não ia falar sobre corrida. Hoje, só hoje decidi falar pouco sobre corrida!
Preparação Madrid 2015 
A preparação para Madrid está a correr cinquenta estrelas. Às vezes acabo um treino e apetece-me logo fazer outro. Dada a minha idade não é mau, super forma!
Hoje decidi fazer o treino longo mais curto (21 Km), mas com mais ritmo (1:21:43m)!

Dica do atleta:
Se quando pretenderem treinar estiver um dia de chuva, com frio e com muito vento, (situação com a qual fui confrontado esta manhã) é altura de sair para treinar.
Numa prova existem cinquenta por cento de hipóteses de estar um dia bom e outras cinquenta de estar um dia mau, logo ficamos com mais essa resistência!
Nós dominamos muita coisa, mas as condições climatéricas não, não dominamos de certeza!

Reflexão técnica/científica:
A forma como se obtém prazer tanto pode vir do domínio, como da submissão!
Sim há mais formas, mas isto são reflexões sobre corrida!
Uma pessoa pode não ir treinar e tirar prazer da situação. Há dias que temos de ser submissos às cinquenta razões para não se treinar!
Eu opto quase sempre pelo domínio em relação às mesmas, arranjo logo cinquenta razões para ir!
Um dos objectivos dos treinos, também é tirar dali algum prazer!
A experiência adquirida diz-me, que tenho muito mais prazer quando completo um treino, aliás tenho cinquenta vezes mais!
É uma relação muito simples para os treinos!
Quem decide tudo sou eu!

Ora vamos lá ao Plus! 
Ainda não tive a oportunidade de ver o filme de E. L. James, não se proporcionou!
Mas a opinião dada na reflexão continua muito actual!
Arrisco-me a dizer que é uma opinião intemporal!
Boas corridas!

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Plano de treinos = Viagem de avião!

Reciclagem! 
Reflexão de 8/02/2015

A maratona do ponto de vista de um atleta de baixa competição!
O plano de treinos duma maratona é igualzinho a uma viagem de avião!
Mas por que razão é que este atleta de baixa competição tem a mania de fazer analogias?
Eu gosto muito de figuras de estilo, aliás eu ando de mãos dadas com as figuras de estilo. Às vezes é incómodo porque são muitas e eu só tenho duas mãos, é ver-me a tentar não perder nenhuma nos parques infantis!
Quando tiver o próximo filho vai ter nome de figura de estilo!
Menino, Pleonasmo, menina, Hipérbole!
Vamos lá então fazer o check in!
O início da viagem, o passar no detector de metais ver se temos a bagagem toda, convém não levar substâncias não convencionais!
Ao nível do treino chegamos à conclusão que estamos aptos para iniciar o plano, temos o equipamento suficiente e vamos recorrer a um suplemento ou outro, sem nada de ilicito!
O motor do avião está a trabalhar e as portas estão fechadas, não há volta a dar, a viagem vai ter início!
Temos sempre a dúvida se a descolagem vai correr bem!
Enquanto não houver a informação que está tudo a correr bem e podemos tirar os cintos, ninguém está descansado!
Os primeiros treinos, algumas desconfianças!
Muita insegurança em relação às primeiras sensações, irá correr bem?
Lobos Brothers 
Uns treinos depois e já podemos tirar o cinto de segurança!
Agora vem a parte mais longa, é altura de acumular milhas no cartão!
Rara é a viagem que não se passa por alguma turbulência, poços de ar, etc!
Quando se houve o sinal sonoro de que o capitão vai falar (Lady's and gentlemen's...) , aquelas pessoas mais sensíveis dão logo um pequeno salto no banco. Há uma ou outra pessoa que até verte uma pinga de urina!
A viagem de avião é muito lá em cima, cria sempre um certo estado de alerta!
O acumular de kms é uma consequência de seguir um plano, temos mesmo que acumular metros no cartão!
Não há poços de ar nem turbulência, mas há alguns treinos que correm mal!
Se há uns que te fazem ficar eufórico, ele há outros que te levam à depressão!
Quando se inicia a descida começa novo desconforto!
Será que a aterragem vai correr bem?
Tentamos ficar o mais quietos que conseguirmos de forma a não interferir em nada, as rodas tocam no chão, a velocidade diminui drasticamente, sente-se conforto!
Autocarro com asas 
Autorizam tirar o cinto, com mais ou menos incidências a viagem chegou ao fim!
É altura de ir visitar o destino escolhido!
Então não é que as últimas semanas do plano são as que geram mais dúvidas!?
É suposto ir diminuindo a carga de treino antes da prova, só que isso gera alguma instabilidade!
Será que é o mais correcto, será que devo treinar menos?
Quanto menos se treina, mais insegurança!
Com mais ou menos incidências o plano chega ao fim!
É altura de desfrutar da prova!

Preparação Madrid 2015 
A operação Madrid continua de vento em popa, nada de euforias, nem depressões, posso dizer que vou em piloto automático!
Hoje fiz o primeiro treino acima dos 30 (32), e trouxe óptimas sensações!

Dica do atleta:
Se fizerem uma viagem de avião à Suíça, não levem uma mochila cheia de caracóis!
O pessoal da PSP ficaram aborrecidos comigo, ficaram aborrecidos porque eles não estavam cozinhados!
Foram consumidos em terras helvéticas!

Reflexão técnica/científica:
Estão sempre a aparecer estudos sobre tudo e mais alguma coisa, sobre a corrida não é excepção!
Uns defendem que se deve correr, outros que é prejudicial, etc.
Vamos lá estabelecer um paralelismo (as figuras de estilo não me largam)!
Os médicos dizem que beber um copo de vinho às refeições até pode ser benéfico para a  saúde, nunca ouvi dizer que se um copo faz bem, dez farão melhor!
Defendo que a corrida não é muito diferente, acho que se deve correr de acordo com as características de cada um, estabelecer objectivos e tornar a actividade numa coisa saudável!
O segredo, como em quase tudo está no equilíbrio!

Ora vamos lá ao Plus! 
Depois de comparar a maratona a um casamento, agora foi a vez de arranjar comparação para o plano de treinos!
Plano de treinos igual a uma viagem de avião, enfim!
Não faço a mínima de onde surgiram estas ideias!
Haja comparações!
Uma reflexão no meio da preparação da maratona de Madrid, preparação cinco estrelas, sem uma única contrariedade ao nível de lesões!
Foi acelerar na acepção da palavra!
Boas corridas!


sexta-feira, 8 de abril de 2016

A Maratona de Paris! No fundo, pormenores!

A maratona do ponto de vista de um atleta de baixa competição!
Quando começou a maratona de Paris 2016?
Dia 5 de Outubro de 2014!
Pode parecer estranho, mas para tudo há uma explicação!
No dia 5 de Outubro de 2014, ao concluir a maratona de Lisboa pensei que a próxima aventura seria em Paris!
O pensamento estava dentro da normalidade, só que havia um pequeno detalhe!
As inscrições para Paris 2015 havia meses que estavam fechadas!
No fundo, pormenores!:
Volto a consultar o calendário das aventuras e surgiu (e bem) a capital espanhola no horizonte, se o Luis não ia a Paris, ia a Madrid!
Não rimava, mas era verdade!
42.195 kms à chuva, foi inesquecível!
Madrid 2015 
Gostei imenso de Madrid, uma cidade extraordinária, já disse e volto a repetir, há os espanhóis e os madrilenos! É um caso à parte!
Se for exequível faço!
Se não posso fazer logo, faço mais tarde, é uma regra pessoal!
É só haver uma janela de oportunidade!
Dia 15 de Abril de 2015 fiz a inscrição para Paris 2016, estava a 353 dias da prova, ainda faltavam uns dias!
No fundo, pormenores!
Fim de 2015, as lesões que tinham prejudicado a preparação para a Maratona do Porto faziam parte do passado, deu para andar a brincar às São Silvestre e tudo!
Casa-Barragem do Monte Clérigo 
9 de Janeiro de 2016 começa o plano, como é hábito fiz a tradicional meia-maratona de início dos trabalhos!
Tinha a secreta esperança que fosse como a preparação de Madrid, sem um único percalço!
Não aconteceu!
Depois de um treino técnico, em piso não aconselhável, aparece um joelho como protagonista principal!
Quinze longos dias sem um único treino de jeito, para dizer a verdade fazia normalmente 2 a 3 kms a andar com alongamentos e a cabeça cheia de stress!
Servia para me equipar e esquecer por um pouco que não podia correr!
Até agora foi o período mais difícil da brincadeira do atletismo, não conseguia tirar Paris da cabeça!
Continuava a querer pensar que seriam, no fundo, pormenores!
Passados os quinze dias volto aos treinos a medo, muita cautela, estava a um mês da prova!
Ponte 25 de Abril, meia-maratona de Lisboa!
Paris era para mim o centro das atenções, mas um dos objectivos da época era no meio da preparação da maratona conseguir tirar a tal hora à primeira meia-maratona!
Aparece o dilema, faço os treinos longos que me "faltam", ou faço treinos técnicos para a meia-maratona?
Decidi arriscar os dois!
Acreditava que se conseguisse o primeiro objectivo, ajudaria o segundo!
Não levei na bagagem para Paris os treinos longos como devia ser, mas levei 1:19:36 de Lisboa, com o objectivo concretizado e um enorme sentimento de dever cumprido!
Meia-maratona de Lisboa 2016 
Está bem, foi só por 2 segundos, mas 2 segundos são uma remessa de centésimos e de milésimos!!!
No fundo, pormenores!
E pronto, 15 dias de treinos ligeiros após a meia-maratona e estava na hora!
O Luis chegava a Paris, gosto muito desta rima!
Paris é uma cidade diferente, diferente para melhor!
É uma pena ter que ver enormes medidas de segurança em todo o lado, é um preço a pagar não se sabe bem porquê!
Nao se sabe bem o porquê de termos chegado a este ponto!
Não retirando nem um pouco a importância que isso tem nas nossas vidas, acho que não devo de ir só por aí!
Ainda assim voltarei ao assunto lá mais para a frente!
Agora vamos à avaliação da cidade!
É uma cidadezita agradável sim senhor, tem algumas coisas como deve ser, mas tem defeitos, como é óbvio!
Em primeiro lugar os peões nas passadeiras fazem tanto caso dos sinais luminosos como três vezes nada, os carros que parem, e é para quem quer!
A imponente Torre Eiffel 
Notei que tem problemas com as telecomunicações, então no meio da cidade tem lá uma antena com uma altura do caraças!
Já deviam ter solucionado o problema, uma antena daquelas não é lá muito estético!!!
Uma coisa é certa, o que está a dar por lá é o rio!
É toda a gente, La Seine, La Seine,...!
La Seine 
Em português é "A Cena, A Cena,...!", (as traduções são como eu quero!!!)!
Portanto o rio é "A Cena" do momento, ponto!
Não me perguntem porquê, eu não sei!!!
Cadeados do Amor 
O que também notei é que não sabem usar cadeados!
Ora agora pôr cadeados em coisas que não tem nada para prender, nunca pensei que o uso de um objecto tão simples fosse tão mal executado!!!
Já mais relacionado com a Maratona, pois não é que fazem um pórtico de chegada em betão armado e depois acabamos por cortar a meta noutro sitio!
L' Arc de Triomphe 
Imagino o dinheiro que gastaram para fazer um Arco daquele tamanho!
Enfim é em grande e à francesa, não olham a despesas!!!
No fundo, pormenores!
Um pouco mais a sério, uma cidade seis estrelas! Sim senhor!
À parte da prova, sobrou algum tempo para deambular pela cidade!
Como já tenho dito, gosto muito de deambular em sitios!
E no cômputo geral não vi um único defeito a apontar! A sério!
Não falta nada em sítio nenhum, os parisienses são "Super" (tem que ser dito com sotaque francês)!
No fundo, pormenores!
Entre o Louvre e Notre Dame 
Tenho o hábito de fazer um treino de 6 kms na véspera das provas, como que uma espécie de adaptação ao ambiente!
Em Paris voltou a acontecer!
E qual foi a t-shirt que foi a treino?
Pois claro que foi a da maratona do Porto!
Era como que a querer dizer, sim eu participei na Maratona do Porto 2015 e saí de lá inteiro, logo estou preparado para o que der e vier!!!
Haverá sempre um antes e um depois da Maratona do Porto 2015!
A Maratona do Porto não me "deslarga"
Então e Paris 2016?
Uma coisa onde não vi qualquer inovação foi na distância da prova, foram 1000 metros vezes 42, mais umas migalhas!
Que conservadorismo!!!
O que dizer de uma prova que tinha 54 mil (!!!) inscritos, onde 43510 dos quais alinharam à partida e 41783 conseguiram concluir com êxito a mesma!
É qualquer coisa de fora do normal!
Elite 

Tirei duas fotos dois minutos antes do tiro de partida que ilustram bem o que por ali havia!
Numa aparecem os atletas africanos, que se juntavam para o início, na outra aparecem 43 mil almas ansiosas por começar a correr!
Atletas de baixa competição 
Uma coisa que decidi logo à partida foi, que se tudo corresse normal, queria ficar atrás dos atletas africanos!
E não é que consegui, gosto de cumprir objectivos!!!
Como disse no dia da prova, excedeu um pouco as minhas expectativas, devido à lesão que expliquei anteriormente!
Fiz a abordagem de acordo com o a altimetria deixei-me ir um pouco por sensações!
Senti falta dos treinos longos na parte final, os últimos kms foram de gestão do esforço e da (muita) dor!
Paris 2016 
Não passei tão mal como na Maratona do Porto (teve kms horríveis), apesar de tudo no Porto recuperei mais rápido!
Em Paris, após cortar a meta senti que tinha pouco oxigénio no cérebro para controlar o equilíbrio. Talvez tenha corrido mesmo nos limites, como se pretende em sitios e situações excecionais!
Tenho que fazer dois agradecimentos à organização!
Em primeiro lugar agradecer o facto de terem feito a 40ª edição da maratona, de forma a coincidir com os meus 40 anos de idade! Muito obrigado!
Pode também ter sido porque o ano passado foi a 39ª e para o ano ser a 41ª, quem é que sabe!?
O segundo agradecimento tem a ver com o pedido que fiz de alteração de zona de partida, a condizer com o meus registos de provas anteriores!
Monsieur Lobo 
Fizeram a alteração, o que fez que o número de dorsal fosse diferente do primeiro que me tinha sido atribuído (4181)!
Só que não ficaram por aí, deram-me também nacionalidade francesa, não brincam em serviço!
Passo a ser o Algarvio mais Alentejano que conheço que por sua vez também é Francês!
Tripla nacionalidade!!!
No fundo, pormenores!
Maratona de Paris em números 
Fica aqui o registo da classificação, é uma enorme satisfação ver estes números após cinco anos de corrida, no meio de tantos atletas e ainda por cima na magnífica cidade de Paris!
Em 43510 participantes, 398º lugar da geral e em 126º do escalão!
No fundo, pormenores!
Reservar aqui um espaço para os agradecimentos!
Os agradecimentos que faço normalmente não são por bem parecer, são muito sinceros!
Ninguém faz nada sozinho, o antes, o durante e o depois de uma maratona tem sempre o contributo de muita gente!
Muito obrigado a todos os que se sentem envolvidos nestas minhas aventuras da corrida nas mais variadas vertentes!
Mais uma vez, muito e muito obrigado!

Reflexão técnica/científica:
Deixemos agora os pormenores e passemos aos pormaiores!
Estavam mais de 54 mil pessoas inscritas na Maratona de Paris, acabaram por faltar à partida mais de 10 mil!
Como é óbvio que os acontecimentos ligados ao terrorismo quer em França e mais recentemente na Bélgica, não deixarão de estar intrinsecamente ligados a tanta desistência de participar!
Vou deixar duas pequenas transcrições de posts anteriores onde tinha feito referência à Maratona de Paris de forma a situar o resto da reflexão!
A primeira é do post pós Maratona do Porto e a segunda do post de balanço de 2015!

(15/11/15)
"Iria deixar para o fim um comentário e uma pequena brincadeira em relação à próxima maratona, mas quer a conjuntura que brincadeiras seja mesmo a última coisa que se possa fazer!
Estou inscrito à 8 meses na Maratona da cidade que infelizmente é a capital do mundo nos últimos dias. Paris! 
Será a minha próxima aventura, mas em relação a Paris hoje, só é tempo de deixar um voto de pesar em relação aos inocentes que perderam a vida. E a todos os que vai influenciar directa ou indirectamente. Na minha opinião acho que vai influenciar toda a gente!"

(11/1/2016)
"Un petit plus 2016!
A maratona de Paris já começou, dia 3 de Abril e já ali ao lado!
Prometo que não vou facilitar!
Paris hoje merece abnegação, resiliência, merece que não se facilite!
Um dia destes falo sobre essa preparação!"

Nao deixou de me influenciar em todos os sentidos, como é mais que óbvio!
Principalmente por dois motivos da maior importância, Eduardo e Barbara Lobo!
Esplanada Centro de Paris 
Era para Paris que tinha que viajar, não estava previsto ir ao Bataclan, mas ia deslocar-me de metro no seu interior, ia sentar-me nas esplanadas, juntar-me a mais 54 mil corredores numa avenida, no fundo porque a Maratona era em Paris!
Em nenhum momento pus a hipótese de não ir por vontade própria, nem pensar!
O que escrevo tem quase sempre um pano de fundo de brincadeira, isso é que não consegui, não consegui escrever uma linha a brincar sobre Paris ao longo do plano de treinos!
Sentimento de dever cumprido I
Não deixando de tirar nem um pouco a importância que esses acontecimentos tem nas nossas vidas, como disse anteriormente, temos de seguir em frente!
Já em relação ao que tinha prometido dia 11 de Janeiro em relação a Paris, só falhei mesmo no que já referi, não cheguei ao longo das semanas a falar sobre "essa preparação"!
No resto, houve abnegação, resiliência e sobretudo não facilitei!
Boas corridas!
Sentimento de dever cumprido II